Dezembro 08 2010

 

 

Pois quem sou eu afinal

Para que possa ignorar

Uma prenda de Natal

Setença do "nobre" Altar ???

 

Sou apenas grão de areia

Perturbando,"Alta" engrenagem

Submerço em maré cheia

Mas, no destino da mensagem !

 

Nascido de uma loucura

De uma ceifeira morena

Fui menino, sem "moldura"

Da minha "casta" pequena

 

Mas um ditado aprendi

Espero jamais esquecê-lo

Assim pela vida fora

 

Deixa o trabalho, falar por ti

Não deves interrompê-lo

Nessa "pintura",... Ele piora

 

 

J/severino

 

 

 

 

 

publicado por severino às 12:50

Severino:
Este ditado ajudou gerações de homens e mulheres a darem o melhor de si, quem dera que ainda se acreditasse nele e o fizessem lema de algumas vidas.
Cada vez há menos brio...
Abraço e bom feriado
Marta M
Marta M a 8 de Dezembro de 2010 às 18:54

mais sobre mim
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
18

19
21
22
24
25

26
27
29
31


pesquisar
 
blogs SAPO