Janeiro 28 2011

 

 

Admiro!...Mas não invejo,

Toda a bela inspiração

Desse dom que tem à mão

...Só que lhe turva o ansejo,

Na propotência que vejo

Ao entrar num desalinho,

Numa arrogância em fusão

Em forma de remoinho

Dominada pela fúria

Que se transforma em injúria

Na força de um Furacão

 

 

Tem no desespero de humilhar

Um caminho sem virtude

Sempre na mesma atitude

Na intensão de insultar

E sempre que há resposta

Vê nela, manipulação

Vale-se dessa "razão"

Nas verdades, de que não gosta

 

Neste quadro onde me pintam

Em personagens jocosas

Tenho sido de tudo um pouco

 

Porém todas me limitam

Quer sejam versos ou prosas

Não passo de inculto e louco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por severino às 18:21

mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
18
19
20
22

23
24
25
26
29

30
31


pesquisar
 
blogs SAPO