Maio 22 2010

Passados alguns dias, os sentimentos amorosos que me encheram a alma de fantasia e saudade, ao longo do tempo,  transformaram-se em sublime sentimento de amizade,que poderia descrever como, duas faixas de um só caminho que se separaram  no percurso da vida, encontrando-se próximo do final, num  amplo largo e num longo abraço apaixonado.

 Sem nenhuma desilusão, valeu a pena ter sido Ela a protagonista dos meus sonhos, porque ao encontrá-la tão autêntica, que apesar dos muitos anos passadas,  conserva a mesma beleza  e a mesma imagem gaiata, simples e misteriosa, com a qual me enredou no inicio da nossa adolescência.

Quem diria que tanto sofrimento e tanta saudade do meu imaginário, se iriam transformar em alegria, consolidada por uma amizade compartida, sagrada, que me voltou a abrir as portas da vida,  com mais luz e côr.

Chego-me a sentir frágil, perante a sua segurança, salpicada de tanta humildade e inteligência, que me submete a um dominio voluntário, conhecendo o seu espírito de bondade que sempre cultivou.

Neste raciocìnio, quase sinto a vontade de soltar a criança que não  fui, recuperando Nela a segurança e o carinho, de uma mãe que perdi nos meus tempos de infância. 

Estou neste momento,a viver uma das mais agradáveis fases da minha vida, tenho guardadas recordações que por enquanto não vou aflorar para não acinzentar ou mesmo perder, esta oportunidade feliz,  talvez única na minha existência.

Mais cedo ou mais tarde, terei de lá voltar, mas por enquanto quero beber estas gotas de felicidade,tão raras e tão belas na minha história de vida.

publicado por severino às 09:14

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

19
20
21

23
25
27
28
29

30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO