Dezembro 28 2010

 

Das Letras sou artesão

Na minha Forja pequena

Reciclo Letras à mão

Tento metê-las em Cena

 

Nas frases gastas que uso

São algumas empenadas

Não aguentam parafuso

Por tanto serem usadas

 

Assim frases remendadas

De letras, tortas, partidas

São por vezes criticadas

Com frases,"Nobres"sabidas

 

Tantas letras aleijadas

Que uso nesta jangada

Com aparência tão fraca

 

Ainda assim apedrejadas

Na forja deram entrada

Numa ambulância e de Maca

publicado por severino às 12:18

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
18

19
21
22
24
25

26
27
29
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO