Abril 18 2011

 

Este Domingo, cinzento

Com vento, vindo do Mar

Provoca-me o sentimento

Na vontade, Pra rimar

 

Vento forte, em temporal

Em tempo, de Primavera

Neste Domingo Pascal

Até eu, não sou quem era

 

 

Na vigia, do meu Forte

Ouço o vento, que assobia

E vejo as ondas, do Mar

 

Deito saudades, à sorte

Que vão, nas marés de Ria

Na esperança, de as afogar

publicado por severino às 00:22

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO