Outubro 18 2010

 

O recado que me deixas

Fica caído no chão

Não aceito as tuas queixas

Se pensas que tens razão

 

Nesse teu ego "infernal"

Senhora do teu nariz

Cura-te desse teu mal

Deixa-me assim, sou feliz

 

Vivo a minha dimensão

Não pretendo,mais nem menos

Estou no meu diapasão

Misturado entre os pequenos

 

Nunca guardarei rancor

Ainda que espicaçado

Mesmo quando fico ausente

 

Guardo uma rèstia de amor

Porém um pouco cansado

Dessa grandesa latente

 

 

publicado por severino às 22:13

mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO