Outubro 18 2010

 

O recado que me deixas

Fica caído no chão

Não aceito as tuas queixas

Se pensas que tens razão

 

Nesse teu ego "infernal"

Senhora do teu nariz

Cura-te desse teu mal

Deixa-me assim, sou feliz

 

Vivo a minha dimensão

Não pretendo,mais nem menos

Estou no meu diapasão

Misturado entre os pequenos

 

Nunca guardarei rancor

Ainda que espicaçado

Mesmo quando fico ausente

 

Guardo uma rèstia de amor

Porém um pouco cansado

Dessa grandesa latente

 

 

publicado por severino às 22:13

Zangado? Acho que não.
São desabafos de quem sente
Alguma forma de pressão
E vai daí o João
Vai dizendo veresejando
O que lhe vai no coração.

beijos
Manu
sentaqui a 20 de Outubro de 2010 às 20:26

Ah...mas o joão não vai nessa!
Mesmo muito pressionado
Prefiro ficar sentado
A fingir que estou com pressa

Sou brisa, não vento forte
Que sopra na natureza
Sem quadrante, nem certeza
Que vem do Sul ou Norte

Um abraço
j/severino








severino a 21 de Outubro de 2010 às 11:48

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30



pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO