Novembro 14 2010

 

 

À volta do Orçamento

Não se vê nada de novo

Vestem de fato em S.Bento

Deixam a tanga pró Povo

 

Sempre a mesma discussão

No cumprimeno das "normas"

Que garantem de antemão

Umas chorudas reformas

 

Em brigas acaloradas

Parecem-nos assustados

Nas desculpas esfarrapadas

Essa é sempre dos mercados

 

Não param de orçamentar

Este Rol de pensionistas

Vai de Janeiro em Janeiro

 

E este povo a aguentar

A saga destes artistas

Da era Guerra Junqueiro

 

 

 

 

 

 

 

publicado por severino às 10:17

Olá Dida

Com os juros a subir
Não há quem lhe ponha mão
E esta gente a discutir
Em casa onde não há pão

Não pára a insurreição
No bota abaixo instalado
Chega de tanto aldrabão
Haja sentido de Estado

Adormece o presidente
No Palácio acomodado
E este povo obediente
Sempre votando enganado

Com Bancos esvaziados
E uma "justiça" estagnada
No patrono dos Sindicatos

Alguns deles nacionalizados
Por obra dessa cambada
Roubados por tantos ratos

...Que continuam por aí a pavonear-se!!!

Um Abraço
J/severino






severino a 16 de Novembro de 2010 às 19:48

mais sobre mim
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
18
19

21
22
25
26
27

28
30


pesquisar
 
blogs SAPO